Me Chame Pelo Seu Nome



Tirei alguns dias de férias e consegui  ver, além de outros filmes, antigos e novos, duas preciosidades. A primeira uma obra prima, Três Anúncios para um Crime, e a segunda Me Chame Pelo Seu Nome, os dois indicados ao Oscar de melhor filme e melhor atore e roteiro.

Sobre o primeiro: é uma pancada na cabeça do expectador. Uma sequência ímpar de tirar o fôlego, thriller, ação, humor. Na personagem feminina enrustida de Frances McDormand, metido num macacão velho, cabelo cortado a navalha, o rosto   crispado. A trilha sonora é deslumbrante.

Sobre o segundo filme, Me Chame Pelo Seu Nome, é um filme que todos pensam muito antes de assistir, pois o tema é pesado: homossexualismo.Mas o tratamento que o diretor dá a esse casal ,é muito doce, leve, sem sobressaltos.

A frase que um deles diz para seu companheiro num momento de ternura deu origem ao filme: “Me Chame Pelo Seu Nome”. Paixão entre dois homens, gostoso de apreciar, de ver e não ver as horas passar. Homossexualismo tratado em alto nível.