Filme: A Casa Assassinada


Gênero: Terror / Suspense

Ano de lançamento: 1971

Sinopse

Crônica da Casa Assassinada, fo públicada em 1973 de autoria do mineiro Lúcio Cardoso que sugere surrealismo, mas não perde de vista a paisagem moral da província que entra como clima nos seus romances. Crônica da Casa Assassinada, acompanha a ruína de uma aristocrata família mineira. Uma saga que se desenrola nos limites de uma casa de fazenda. A casa desempenha o papel principal: os personagens são feitos do cimento da casa e esta, da carne dos seus habitantes. Em sua obra Lúcio reconstrói de maneira admirável o clima de morbidez que envolve os ambientes e os seres, Fixa a angústia de um amor que se crê incestuoso. A perspectiva dos temores que habitam a casa, da casa que sangra, que sofre, que abriga os mais trágicos segredos, faz da obra e do filme préviamente adaptado intrigante e emocionante. Este filme é o segunda da "trilogia das paixões", que começou em 1962 com "Porto das Caixas" e terminou com 1998 com "O Viajante", onde todos os roteiros são de Lúcio Cardoso. Paulo Cesar Sareceni, diretor responsável pela trilogia, iniciou o movimento do Cinema Novo, junto com Glauber Rocha, Gustavo Dahl, Nelson Pereira dos Santos, Alex Viany, Joaquim Pedro de Andrade, Leon Hirszman, Carlos Diegues, Ruy Guerra, Roberto Faria.. Saraceni publicou "Por Dentro do Cinema Novo - Minha Viagem".



Comentários

Preencha os dados abaixo para comentar