Filme: A Bela Moleira


Gênero: Comédia

Ano de lançamento: 1955

Sinopse

Italia - No final do século XVII, a cidade de Nápoles está sob jugo espanhol. Todos os cidadãos são obrigados a pagar imposto até sobre a chuva, mesmo que ela não caia. A exceção é o moleiro Luca, casado com Carmela, a mulher mais bonita e desejada da região. Só por isso Luca é favorecido com total isenção de impostos pelo poderoso governador Teófilo, que não vê a hora de levar a mulher do moleiro para a cama, embora ele mesmo tenha em casa uma bela e sábia esposa. (adaptação da capa do DVD) Luca e Carmela recebem Dom Teófilo, as autoridades eclesiásticas e o advogado da cidade para deliciosos almoços ao ar livre, regados a bom vinho. Ao final da refeição, a moleira canta para entreter os convidados. O casal se acha muito esperto por agradar os poderosos em troca de favorecimentos. O novo projeto da bela moleira é conseguir para seu primo o posto de coletor de impostos. Isso lhe granjeia a inimizade do atual detentor do cargo e sua senhora. A cena em que as duas se engalfinham no meio da rua é uma das mais divertidas do filme. A Bela Moleira garante 90 minutos de alegria e faz refletir sobre a insaciável sanha arrecadadora dos governos e a eterna sede de vantagens dos particulares. Ambas sempre acabam prejudicando o interesse dos povos. Outra virtude desta comédia de enganos é a presença de alguns dos maiores astros do cinema italiano: Marcello Mastroianni, Vittorio de Sicca e Sophia Loren, em grande forma.



Comentários

Preencha os dados abaixo para comentar